TEREZ ZANETTI STUDIO HAIR

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Você sabia que ...

No início do século XX, Helena Rubinstein, desenvolveu a classificação da pele em quatro tipos distintos: Pele oleosa ou lipídica, pele seca ou alipídica, pele mista ou combinada e pele sensível.

Em 1999, o Centro de Pesquisas e Investigações Epidérmicas e Sensoriais da França e da Áustria sugeriu uma nova classificação, afirmando que essa avaliação deve ser colhida por meio de observação do grau de hidratação, lubrificação e coloração cutânea.

Recentemente em fevereiro de 2006 a Dermatologista Leslie Baumann publicou uma pesquisa com 1400 pacientes elevando os tipos de pele para 16. No seu livro a Dra. Baumann ressalta a importância da classificação de Helena Rubinstein e a necessidade de novas formas de avaliação diante das mudanças que afetam os indivíduos.

Os tipos de pele são determinados pelo fator hereditário e não podem ser modificados, mas podem ser melhorados por meio de manutenção diária.

Há apenas quatro tipos básicos de pele e alguns subtipos que derivam de desequilíbrios orgânicos, comportamentais ou relacionados ao meio ambiente.

Saber avaliar corretamente os tipos de pele e subclassificações é ter certeza do resultado no tratamento.


cesar sarti

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial