TEREZ ZANETTI STUDIO HAIR

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O estresse e os cabelos.

Nosso sistema emocional tem influência direta nos cabelos e no couro cabeludo.

O estresse induz os fios a entrarem precocemente na fase de repouso.

Altos níveis de tensão contribuem também para problemas como seborréia, caspa, embranquecimento dos fios e perda capilar.

Nas mulheres, o estresse eleva os níveis dos hormônios andrógenos e da prolactina, os quais, por sua vez, influem sobre os ciclos capilares.

Em muitos indivíduos, o estresse acelera o processo da calvície e, em outros, ocasiona a famosa “pelada” (
Alopecia Areata), uma perda de cabelos localizada e circunscrita a certas áreas do couro cabeludo ou do corpo.

Outros, ainda, apresentam a Psoríase do couro cabeludo, uma doença dermatológica agravada pelo estresse. A dermatite seborréica é outro problema crônico influenciado pelo estresse.

Muitos desses problemas capilares podem ser tratados com o uso de produtos tópicos, loções e óleos essenciais.

Caberá ao terapeuta capilar indicar os produtos cicatrizantes, bactericidas, fungicidas, emolientes e estimulantes compatíveis para cada caso.



por cesar sarti

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial