TEREZ ZANETTI STUDIO HAIR

domingo, 23 de agosto de 2009

Saúde dos fios


Força, saúde, brilho, maciez. Seu cabelo vai ganhar tudo isso se você investir na saúde dos fios. Três especialistas esclarecem as dúvidas e revelam os segredos para conquistar um visual arrasador. Confira!

Limpeza e saúde estão relacionadas quando o cabelo está em foco?

Ao caprichar na higiene você desobstrui a saída do folículo piloso e favorece a produção de um cabelo saudável. “Mas não use um xampu muito detergente ou exagere na massagem, pois isso só irá estimular a produção de mais gordura pelas glândulas sebáceas”, diz a dermatologista Renata Marques, de São Paulo. Basta usar um produto para seu tipo de fio e, a cada dez dias, trocá-lo por uma versão para mechas oleosas.

Produto indicado:
Shampoo Biolage Scalpthérapie, Matrix.

Problemas de tireóide podem causar enfraquecimento?

Sim. Quando a glândula funciona de forma deficiente, ou seja, é um caso de hipotireoidismo, o cabelo tende a ficar mais grosso, seco e quebradiço. Se ela trabalha aceleradamente, provocando hipertireoidismo, a probabilidade é de que ele afine, fique menos volumoso e mais oleoso.

“Nos dois casos, nenhum tratamento local fará muito efeito se a tireóide não for tratada”, explica Celso Sodré, presidente da regional Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Mas assim que a anormalidade é identificada e combatida, os fios retomam as características originais.” Complexos vitamínicos podem acelerar essa recuperação.

Cortar periodicamente é uma medida necessária?

Passar a tesoura, por si só, não fortalece o cabelo. Porém, ao eliminar pontas duplas, evita-se que as fissuras aumentem e se estendam fio acima, deixando-o ainda mais fragilizado. No intervalo entre um corte e outro, passar um fluido siliconado é uma providência útil. O cosmético assenta as escamas e diminui o atrito na hora de pentear, reduzindo o risco de quebra e a probabilidade de ocorrerem danos.

A alimentação tem algum tipo de influência sobre a qualidade do fio?

Uma dieta desequilibrada prejudica o corpo todo e o cabelo em particular. É que o folículo piloso, estrutura que o fabrica, está em último lugar no ranking de prioridades da recepção de nutrientes. Quanto menos vitaminas, minerais e proteínas chegam ao organismo, mais ele os direciona para estruturas vitais e menos os disponibiliza para a construção do fio.

“A falta de zinco e de ferro, em especial, pode levar à queda”, avisa Celso Sodré. A biotina e a l-cisteína, por sua vez, são essenciais para a construção da estrutura capilar. Frutos do mar, carne, feijão, espinafre, leite e peixes são algumas fontes desses elementos. Não deixe de ingeri-los.

Cigarro e bebidas afetam o crescimento das mechas?

“Em exagero, o álcool reduz as reservas de proteínas e de vitaminas, em especial as do complexo B, fundamentais para a qualidade do fio”, revela Renata Marques. “E, apesar de não haver pesquisas sobre a ação do cigarro sobre o cabelo, ele afeta o organismo como um todo e com certeza compromete o funcionamento do folículo."

Deixe a fumaça de lado e limite seus drinques a uma dose diária. Preferir o vinho tinto é uma boa idéia. Os antioxidantes presentes nesta bebida fortalecem e previnem o envelhecimento da pele e tudo indica que tenham efeito parecido sobre a estrutura capilar.


Carolina Sisson

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial